domingo, 25 de junho de 2017

Confesso - Opinião

Confesso

Título: Confesso
Autora: Colleen Hoover
Publicação: 2015

Sinopse:

Jovens apaixonados com demasiadas verdades escondidas. Há segredos que não devem ser revelados.
Auburn Reed tem toda a sua vida planeada. Não há espaço para erros ou imprevistos. Até que, um dia, entra num estúdio de arte e conhece Owen Gentry, o enigmático artista dono do estúdio. Auburn sente, de súbito, que algo muda dentro dela e decide deixar-se levar pelo coração.
Owen, contudo, guarda segredos que não quer ver revelados. As escolhas do seu passado não parecem permitir-lhe um futuro livre, e Auburn tem demasiado a perder se decidir lutar por ele. A única forma de não pôr em risco tudo o que é importante para si é deixar Owen. Confessar é tudo o que ele tem de fazer para salvar a relação de ambos. Mas, neste caso, a confissão pode ser muito mais destrutiva do que o próprio pecado.

Opinião:

As opiniões que via sobre esta autora eram um pouco díspares: enquanto uns adoram outros não acham nada de especial. Então, já há algum tempo que queria ler algo dela para saber em que grupo eu me enquadrava.

Parti então para este livro, mas sem grandes expectativas. Li novamente em audiobook, e ainda correu melhor do que a primeira vez.

Foi um livro que me prendeu desde o início. Adorei as personagens, a história e a maneira como esta flui. Achei surpreendente.

É sem dúvida uma autora a repetir.


sexta-feira, 23 de junho de 2017

O Filho de Mil Homens - Opinião

O Filho de Mil Homens

Título: O Filho de Mil Homens
Autor: Valter Hugo Mãe
Publicação: 2011

Sinopse:

Esta é a história de Crisóstomo que, chegando aos quarenta anos, lida com a tristeza de não ter tido um filho. Do sonho de encontrar uma criança que o prolongue e de outros inesperados encontros, nasce uma família inventada, mas tão pura e fundamental como qualquer outra.
As histórias do Crisóstomo e do Camilo, da Isaura do Antonino e da Matilde mostram que para se ser feliz é preciso aceitar ser o que se pode, nunca deixando contudo de acreditar que é possível estar e ser sempre melhor. As suas vidas ilustram igualmente que o amor, sendo uma pacificação com a nossa natureza, tem o poder de a transformar.
Tocando em temas tão basilares à vida humana como o amor, a paternidade e a família, O filho de mil homens exibe, como sempre, a apurada sensibilidade e o esplendor criativo de Valter Hugo Mãe.

Opinião:

Já há muito tempo que queria ler algo de Valter Hugo Mãe. Quando vi este livro a um preço super convidativo não hesitei e comprei, mas ainda se passaram alguns meses até que finalmente o lesse. 

Achei o livro bastante diferente, acho que nunca tinha lido nada minimamente parecido.

O livro está repleto de assuntos difíceis, relatado de forma pesada, mas há também o seu lado positivo, existe uma boa dose de esperança.

Ainda não sei bem se fiquei ou não fã do autor, não adorei este livro, mas também não desgostei. Vou querer ler outras das suas obras.


quarta-feira, 21 de junho de 2017

TBR Book Bingo - Leituras ao Sol

O desafio Book Bingo - Leituras ao Sol começou hoje e eu venho mostrar-vos o que pretendo ler. Confesso que pensei muito se fazia ou não uma TBR mas a verdade é que gosto de as fazer e, como quero muito diminuir os livros por ler que tenho na estante, lá decidi fazer. É provável que mude alguns livros, mas há alturas em que gosto de planear e esta é uma delas.

Vou tentar preencher o cartão e ler um livro para cada categoria.

Livro emprestado 

Inverno de Sombras

Livro com uma capa que te lembre o verão

No Teu Olhar

Livro recomendado por alguém

Nas Asas do Amor (Wings of Glory #1)

Livro do teu género preferido

Shadowfell (Shadowfell, #1)

Livro que se passe num continente diferente do teu

Mar de Papoilas

Livro vencedor de um prémio literário 

E as Montanhas Ecoaram

Clássico português 

Viagens na Minha Terra

 Livro adaptado a cinema 

Sete Anos no Tibete

Livro esquecido na estante 

As Minas de Salomão

 Livro young adult

The Knife of Never Letting Go (Chaos Walking, #1)

 Livro de um autor de estreia para ti

Cem Anos de Solidão

Livro de um autor lusófono

Mulheres de Cinza

Livro do género chick-lit 

A Fada do Lar

 Livro que se passe num local onde gostarias de passar férias

O Fantasma da Ópera

Uma BD, Mangá ou Graphic Novel

Blue Is the Warmest Color

Um livro da tua autora preferida

O Poder das Pequenas Coisas


Já leram ou pretendem ler algum destes livros?

domingo, 18 de junho de 2017

A Química - Opinião

A Química

Título: A Química
Autora: Stephenie Meyer


Sinopse:

Neste thriller empolgante, uma ex-funcionária perseguida pela agência governamental para a qual trabalhava tem de executar uma última missão para limpar o seu nome e salvar a sua vida.
Apesar de trabalhar para o governo dos EUA, poucos sabiam disso. Considerada uma especialista, era um dos elementos mais ocultos de uma agência tão secreta que nem sequer tem nome. Quando entenderam que a sua ex-funcionária os punha em perigo, tomaram de imediato a decisão de a perseguir. Agora, ela tem de mudar constantemente de lugar e de identidade. Os seus perseguidores mataram a única pessoa em quem confiava, mas as informações secretas que guarda são uma ameaça, por isso estão determinados a eliminá -la o mais rapidamente possível.
Quando o seu antigo supervisor lhe propõe uma alternativa para sair desta situação, ela crê estar perante a única oportunidade de escapar. Para tal, terá de aceitar uma última missão para a agência. Infelizmente, cedo compreende que as informações que lhe foram transmitidas a colocam numa situação ainda mais perigosa. Decidida a lutar, prepara-se para o confronto mais difícil da sua vida, mas dá por si apaixonada por um homem que apenas complica as suas possibilidades de sobrevivência. À medida que essas possibilidades escasseiam, vê -se obrigada a usar os seus talentos únicos de formas que nunca imaginou.
Neste novo romance, Stephenie Meyer criou uma nova heroína determinada, fascinante e com talentos únicos, demonstrando mais uma vez o que a leva a ser uma das autoras mais admiradas da atualidade. 

Opinião:

Este era um livro pelo qual eu não tinha grande interesse. Foi, por isso, o primeiro livro que ouvi exclusivamente em audiobook. Já antes tinha experimentado este formato, mas acompanhava ou complementava sempre com a leitura. Como tinha muito tempo em que precisava das mãos mas que também podia estar a prestar atenção a outras coisas, decidi experimentar. Confesso que não estava muito confiante, achava que não me iria conseguir concentrar, para além de não confiar tanto nos meus conhecimentos de inglês como ouvinte como enquanto leitora.

Pois bem, digo-vos que foi uma agradável surpresa, tanto em relação ao formato como ao livro em si.

Não "apanhei" todas as palavras, ou mesmo frases, mas no geral compreendi muito bem a história, não me senti perdida como achei que iria sentir.

Já a história tem um bom ritmo de ação, não se torna maçadora e, para minha surpresa, foi divertida também. 


Fico muito feliz por ter experimentado este formato, visto que já me permitiu conhecer mais livros nestes últimos meses, o que é sempre positivo.




quarta-feira, 14 de junho de 2017

Filmes de Março, Abril e Maio

Olá

Hoje venho mostrar-vos os filmes que vi em Abril e Maio.

Abril

Nerve: Alto Risco (2016)

Nerve : Alto Risco Poster

Um filme interessante que nos mostra que devemos ter muito cuidado com a internet.

Classificação: 6*

Miúdos e Graúdos 2 (2013)


Já tinha visto este filme mas apanhei-o na televisão e vi de novo, acho super divertido.

Classificação: 6*

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los (2016)


Mais um filme que vi pela segunda vez. Gosto muito, mas ainda está longe da magia da série Harry Potter.


Maio

Guardiões da Galáxia - 1 e 2

    Guardiões da Galáxia Vol. 2 Poster

Estes filmes da Marvel estão bem longe de serem o meu género de filmes, mas há sacrifícios que se fazem para se fazer a vontade ao namorado, e a verdade é que até se tornam bastante divertidos.

Classificação: 6*

Que Família é Esta ? (2016)

Mas Que Família é Esta?! Poster

Um filme francês divertido e original.

Classificação: 6*

Alien a Prometheus

Alien - O 8.º Passageiro Poster Aliens: O Recontro Final Poster Alien 3 - A Desforra Poster Alien: O Regresso Poster Prometheus Poster

Vi o trailer do Alien mais recente e achei interessante mas, como não podia deixar de ser, quis ver todos os filmes anteriores. Gostei muito da quadrologia original, mas os dois primeiros são os meus preferidos. Já o Prometheus não me convenceu de todo, não gostei muito.


Já viram alguns destes filmes?

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Book Bingo - Leituras ao Sol

Olá!


Hoje venho apresentar-vos um novo desafio literário do grupo "Leituras Partilhadas" no goodreads. Este grupo é o antigo "Maratonas, Desafios e Leituras Conjuntas" e é moderado pela Tita, pela Isaura e por  mim.





O desafio é então o Book Bingo - Leituras ao Sol, para nos incentivar a ler nestes meses de Verão. Vai decorrer de 21 de Junho a 22 de Setembro e o objetivo  ler livros para preencher uma linha (vertical, horizontal ou diagonal). Claro que quem quiser pode tentar cumprir todas as categorias.




As categorias são:

- Livro emprestado (da biblioteca, de um familiar ou amigo...etc);
- Livro com uma capa que te lembre o verão;
- Livro recomendado por alguém;
- Livro do teu género preferido;
- Livro que se passe num continente diferente do teu;
- Livro vencedor de um prémio literário (pode ser prémio nacional ou internacional. Não ser apenas finalista. Tem que ser vencedor. E contam tanto os livros como os autores);
- Clássico português (nesta estão incluídos autores/as considerados clássicos, como Eça de Queiroz, Antero de Quental, Júlio Dinis, entre outros);
- Livro adaptado a cinema ou tv;
- Livro esquecido na estante (nesta categoria apenas contam livros que já tinhas anteriormente);
- Livro juvenil ou young adult;
- Livro de um autor de estreia para ti (um autor/a que nunca leste e queres muito ler);
- Livro de um autor lusófono;
- Livro do género chick -lit (para quem não sabe, um romance muito fofinho);
- Livro que se passe num local onde gostarias de passar férias;
- Uma BD, Mangá ou Graphic Novel;
- Um livro do/a teu/tua autor/a preferido/a.

REGRAS:
- Apenas conta um livro por cada categoria;
- Os contos individuais não são contabilizados;
- Podem ser contabilizados ebooks e audiobooks;
- Desafio decorre de 21 de Junho até às 23h59 do dia 22 de Setembro;
- Objectivo: fazer uma linha, coluna ou na diagonal;

Interessados? Basta irem à página do desafio no goodreads.

sábado, 10 de junho de 2017

Tudo, Tudo... e Nós

Tudo, Tudo... e Nós

Tíltulo: Tudo, Tudo... e Nós
Autora: Nicola Yoon

Sinopse:

Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila na companhia da mãe e da sua enfermeira - até ao dia em que Olly, um rapaz vestido de preto, se muda para a casa ao lado e os seus olhares se cruzam pela primeira vez. De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio do exterior - mesmo que isso ponha a sua vida em risco. 

Opinião:

Desde que este livro saiu cá em Portugal que tinha muita curiosidade para o ler. Como já vem sendo habitual, foi a existência do filme que deu o impulso para que finalmente o lesse.

É um livro que se lê bastante rápido, tanto por ser pequeno, como por a história fluir bastante bem.

Apesar de ter gostado das personagens principais, Maddy e Olly, e da história no geral, houve alguns aspetos que me incomodaram um pouco. Primeiro, a atitude da mãe da Olly não me convenceu em alguns momentos, e depois, também achei o  momento de "viragem" pouco credível. No entanto, estes pormenores fizeram sentido mais tarde. Outro aspeto menos positivo foi o final, achei demasiado apressado, gostava de ter visto um pouco mais.

No geral, gostei muito e recomendo. Quero deixar apenas um conselho a quem tiver interesse em ler o livro: não vejam o trailer do filme que está para sair, dá muita informação e acho que pode diminuir um pouco o prazer da leitura.





quinta-feira, 8 de junho de 2017

Leituras de Maio de 2017

Em Maio, li um total de 5 livros completos e iniciei outro. Foi, no geral, um bom mês de leituras.

1. O Senhor dos Anéis - As Duas Torres de J.R.R. Tolkien

6310025

Apesar de ter gostado bastante, não foi tão bom como o primeiro, achei a leitura mais arrastada. Dei 4 estrelas.

2. Por Treze Razões de Jay Asher

Thirteen Reasons Why

Apesar de achar a ideia interessante, não foi um livro que me agarrasse tanto como estava à espera. Dei 3 estrelas.

3. O Longo Inverno de Ruta Sepetys

Between Shades of Gray

Gostei muito deste livro. Apesar de não me ter tocado como esperava, acho que é um livro que merece ser lido por todos, já que retrata uma fase da história que muitos quiseram abafar e que ainda hoje é desconhecida por muitas pessoas. Eu, pelo menos, até ler este livro, não tinha conhecimento dos campos de concentração soviéticos. Dei 4 estrelas.

4. The Assassin's Blade de Sarah J. Maas

The Assassin's Blade (Throne of Glass, #0.1-0.5)

Este livro surpreendeu-me bastante pela positiva. Não estava à espera de gostar tanto destes contos anteriores ao livros da série Trono de Vidro. Dei 4 estrelas.

5. Ilusão Perfeita de Jodi Picoult

Ilusão Perfeita

Este livro foi a grande desilusão do mês. A autora é das minhas preferidas, mas este livro não parece nada ter sido escrito por ela. Demorei imenso tempo para o terminar, não achei a história nada de especial. Com grande pena minha, dei apenas 2 estrelas.



segunda-feira, 15 de maio de 2017

Baker's Magic - A Magia do Pão

Baker's Magic - A Magia do Pão

Título: Baker's Magic - A Magia do Pão
Autora: Diane Zahler
Editora: Individual Editora

Sinopse:

Bee é uma orfã que vive sozinha num reino destruído. Morta de fome, rouba um pão duma padaria. Para surpresa de Bee, o padeiro oferece-lhe trabalho. Ao aprender a cozer pão, Bee descobre que tem poderes mágicos. É então que um amigo recente lhe pede ajuda contra um terrível mágico, o que faz Bee pensar o que é que uma pequena orfã, com poucos poderes de magia, poderá fazer para ajudar. A aventura de Bee para ajudar o amigo acaba por se transformar numa aventura para salvar o reino e descobrir o significado da amizade e da família.

Opinião:

Este livro foi-me enviado pela editora no ano passado, embora tenha sido sem o meu conhecimento. Parti para a leitura sem saber nada sobre ele, apenas que era um livro infantil.

No entanto, mesmo para livro infantil, não me convenceu. Gostei do início, de ver  o início da relação entre Bee e o padeiro, mas depois quando começaram as aventuras confesso que já não gostei tanto. Achei que se passou tudo muito depressa e que se resolvia tudo sem grandes dificuldades. Mesmo sendo um livro para os mais novos, não me agradou muito.





sexta-feira, 12 de maio de 2017

Jogador nº 1 - Opinião

Jogador Nº1

Título: Jogador nº1 /Ready Player One
Autor: Ernest Cline

Sinopse:


Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade.
Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna.
Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência. 
A vida, os perigos, e o amor agora estão mais reais do que nunca.


Opinião: 

Já há algum tempo que tinha muita curiosidade para ler este livro, mesmo sem saber bem do que se tratava. Mas as opiniões eram tão positivas e o facto de para o ano estrear a sua adapatação ao cinema fizeram com que finalmente iniciasse a sua leitura.

Como já disse, não sabia bem ao que ia, e talvez por isso me tenha custado tanto a entrar na história. Como não sou grande apreciadora de videojogos, este livro não foi especial para mim, a existência do Oasis, e toda a sua complexidade não me convenceram completamente. Gostava de ter visto um pouco mais o que se estava a passar no mundo real.  

Apesar de não ter sido um livro que me impulsionasse a ler, achei a ideia interessante e gostei da mensagem que passa: quando se trata de algo virtual, não temos como saber quem ou como é a pessoa que está do outro lado.

É um livro que recomendo principalmente a quem gosta de vidojogos.


terça-feira, 9 de maio de 2017

Crónicas Lunares - Opinião

Cinder (Crónicas Lunares, #1) Scarlet (Crónicas Lunares, #2) Cress (Crónicas Lunares, #3) Winter (The Lunar Chronicles, #4)

Série: As Crónicas Lunares / The Lunar Chronicles
Autora: Marissa Meyer

Sinopse (Cinder):


Com dezasseis anos, Cinder é considerada pela sociedade como um erro tecnológico. Para a madrasta, é um fardo. No entanto, ser cyborg também tem algumas vantagens: as suas ligações cerebrais conferem-lhe uma prodigiosa capacidade para reparar aparelhos (autómatos, planadores, as suas partes defeituosas) e fazem dela a melhor especialista em mecânica de Nova Pequim. É esta reputação que leva o príncipe Kai a abordá-la na oficina onde trabalha, para que lhe repare um andróide antes do baile anual. 

Em tom de gracejo, o príncipe diz tratar-se de «um caso de segurança nacional», mas Cinder desconfia que o assunto é mais sério do que dá a entender. 
Ansiosa por impressionar o príncipe, as intenções de Cinder são transtornadas quando a irmã mais nova, e sua única amiga humana, é contagiada pela peste fatal que há uma década devasta a Terra. A madrasta de Cinder atribui-lhe a culpa da doença da filha e oferece o corpo da enteada como cobaia para as investigações clínicas relacionadas com a praga, uma «honra» à qual ninguém até então sobreviveu. Mas os cientistas não tardam a descobrir que a nova cobaia apresenta características que a tornam única. Uma particularidade pela qual há quem esteja disposto a matar.

Opinião:

Decidi ler esta série por ver muitas opiniões positivas e o facto de serem retellings também me parecia muito interessante. No entanto, acabou por ficar um pouco aquém das minhas expectativas.

Senti um padrão ao ler a série: o início não me parecia muito interessante, aborrecia-me, não me incentivava a ler e quase cheguei a desistir em Cinder e Scarlet. Depois, lá para o meio, já começava a gostar mais e queria saber o que se iria passar a seguir.

Tal como já disse, estes livros são retellings de histórias infantis bem conhecidas, em que cada livro nos apresenta uma história diferente mas que se intercala com as anteriores. O primeiro livro refere-se a Cinderela, o segundo ao Capuchinho Vermelho, o terceiro a Rapunzel e o quarto à Branca de Neve.

Apesar de terem mistério, ação, romance e até ser interessante, não foram livros que me enchessem as medidas, talvez por estar a gostar cada vez mais de livros mais adultos.

Dei 4 estrelas a Cinder e a Winter e 3 estrelas a Scarlet e Cress. Muito dificilmente lerei os outros livros "secundários" desta série.

Acho que são livros fantásticos para o público mais jovem que gosta de fantasia.